CUNHA PEREIRA FILHO

Por que carros no Brasil são tão caros?

CUNHA PEREIRA FILHO

Blog

Por que carros no Brasil são tão caros?

Estamos ranqueados como o 9° país com o maior mercado consumista de automóveis do mundo, no entanto, já ocupamos a 4º posição. Hoje estamos atrás da China, Estados Unidos, Japão e Itália.

E por que caímos nesse pódio? Justifica-se pela crise financeira que o país atravessa e um dos setores que mais sofreram com a recessão, sem dúvida, foi o mercado automobilístico.

Quando se pesquisa o valor de um carro em diferentes países, percebe-se que o Brasil costuma praticar um valor, no mínimo, 40% mais caro do que no exterior.

Uma explicação bem consistente para essa diferença de valores é a situação socioeconômica brasileira, e o fato de que o país está em desenvolvimento, bem como e, sobretudo, pela excessiva carga tributária incidentes sobre os automóveis, as principais taxas cobradas são as seguintes: ICMS (12%), IPI (varia de 2% a 8% para motores até 2.0 tipo flex), COFINS (7,6% sobre o preço final do veículo) e PIS (1,65%), além de seguro e licenciamento.

Todavia, a indústria automobilística é uma das que mais cresce no Brasil, com resultados positivos mensalmente, mesmo no cenário de crise em o que país se encontra.

A questão é que ter um carro no Brasil não é algo barato! E mantê-lo também é bastante dispendioso e por isso o comportamento dos consumidores desse mercado, vem mudando. Muitos motoristas têm optado por alugar transporte em aplicativos, ajustando às suas necessidades a esses padrões de locomoção.

Mas enfim, por que os carros no Brasil são tão caros? A resposta vai muito além de impostos!

Um dos principais motivos para os valores que pagamos em automóveis aqui no Brasil, é que as montadoras frequentemente aumentam suas margens de lucro. É claro que isso não é tratado às claras, mas o valor que elas determinam, é o que o consumidor deverá pagar e ponto final.

Outro aspecto é em decorrência ao que chamamos de “corredor dos impostos”. Quando o carro entra no Brasil, começa uma infinidades de taxas – IPI, ICMS, PIS/COFINS, INSS. Sem esquecer, claro, do IPVA e DPVAT.
Os carros nacionais também sofrem com o custo de produção elevado. Existe a equipe de funcionários e a mão de obra nesse segmento, é bastante alta. Além das questões jurídicas desse setor.

Mesmo que o governo promova algum tipo de incentivo na fabricação de automóveis aqui no Brasil e até ofereça benefícios como a redução tributária, é bastante custoso para muitas montadoras se instalarem aqui. A Mazda, Geely Motors, Mahindra, Brilliance, Haima, Daewoo, Daihatsu e Asia Motors são algumas das que decidiram abandonar o mercado brasileiro e retiraram sua produção daqui.

Outro ponto a ser observado, é que o mercado brasileiro de automobilismo oferece mais riscos do que em outros países e isso se dá pelas incertezas econômicas e políticas que afetam diretamente o planejamento industrial e os investimentos. E é por isso que os nossos juros são mais altos. Lembrando que a taxa Selic está em 6,5%, porém, já foi maior.

E o valor percebido. Você já ouviu falar sobre ele? Toda marca tem o seu valor e muitos clientes pagam mais pela marca com reputação de qualidade e confiabilidade. Quando os clientes são fiéis, as marcas cobram por isso.

Mas o status, também entra na atribuição dos valores? Sim! As grifes sempre valem mais e isso se confere também aos carros. Por exemplo, os modelos SUVs confere mais status aos seus motoristas e tudo nesse mercado, tem seu preço. Não podemos desconsiderar a apropriação de valores. Se o cliente está disposto a pagar mais, porque não cobrar?

E o valor agregado é a modalidade que mais confere lucros às montadoras. Os mais equipados e cheios de itens, conforto e segurança, além de muito beleza estética, recebem mais margens, ampliando o lucro geral do veículo.

Outro ponto a ser considerado é que importamos a maioria das tecnologias necessárias para a produção de um carro. Sem contar que grande parte das nossas empresas investem pouco em inovações, o que acaba elevando o valor dos produtos. Mais um aspecto a se considerar é a péssima infraestrutura para transporte de cargas e produtos nas estradas brasileiras e essa deficiência, também vai para a nossa conta.

Com todas as despesas das empresas, fica fácil entender por que motivo um carro custa tão caro no Brasil.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp